ÚLTIMAS NOTÍCIAS


18/03/2017

Carne fraca

Carne Fraca
As propinas pagas a fiscais do Ministério da Agricultura para afrouxar a fiscalização em frigoríficos abasteceram o PMDB e o PP, segundo a Polícia Federal, que deflagrou a Operação "Carne Fraca" nessa sexta (17). "Uma parte dos valores era revertida para esses partidos", disse o delegado Maurício Moscardi Grillo. A PF não sabe, porém, os motivos que levaram os fiscais a repartir parte dos valores que recebiam – se por indicações políticas ou outras razões. Também não foram identificados quem eram os políticos beneficiados. Os caras continuam aprontando, eles não se intimidam com a Justiça. A única maneira de colocar ordem no barraco é a pena de morte.

Salsicha proibida
Até mesmo a merenda escolar de estudantes da rede estadual do Paraná recebeu carne adulterada investigada na Operação Carne Fraca. Os estudantes comeram salsicha de peru, na prática, sem carne, com substituição por proteína de soja, fécula de mandioca e carne de frango. Foi com esse contrato, cujas suspeitas foram encaminhadas por um servidor do Ministério da Agricultura à PF, que começou a investigação. Ao longo de dois anos de apuração, a PF identificou carnes adulteradas, com prazo de validade vencido e maquiadas com produtos proibidos por lei. Deveriam alimentar os presos da Papuda com essas salsichas.

Suicídio
Um levantamento feito pelo Sindicato dos Servidores Públicos Civis Federais do Departamento de Polícia Federal do Estado de São Paulo (Sindpolf-SP) indicou que entre 1999 e 2015 houve 42 casos de suicídio entre os policiais federais. Os dados foram entregues para a Polícia Federal e discutidos ontem (17) no 1º Encontro de Prevenção ao Suicídio, na sede da Superintendência da Polícia Federal em São Paulo.

São todos ‘santos’
Em entrevista ao jornal “Valor Econômico”, publicada nessa sexta-feira, a ex-presidente Dilma Rousseff afirma que as perguntas formuladas pelo ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha deixam claro que o presidente Michel Temer tem ligação com desvios na Caixa Econômica Federal e no FGTS. Ainda sobre Temer, a petista afirma que considera “um erro” ter dado a ele a coordenação política do governo e ataca o peemedebista o chamando de “um cara extremamente frágil, fraco e medroso”. Já a Dilma não é fraca, pedalava muito bem.

Reforma política
Em entrevista a Jorge Bastos Moreno, a presidente do STF, Cármen Lúcia afirmou que o ideal seria fazer um referendo para saber se a população é a favor de mudanças. Depois de ter uma proposta elaborada, os brasileiros deveriam aprová-las em plebiscito. Ela também disse que 'qualquer tentativa de obstaculizar medidas punitivas', como a anistia ao caixa 2, 'não seria bem-vinda.'

Trabalho escravo
O Ministério Público do Trabalho e o Grupo Odebrecht firmaram um acordo na noite dessa quinta-feira (16), no Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região, no valor de R$ 30 milhões para encerrar a maior ação de trabalho escravo da história, que tramita na Justiça do Trabalho desde 2014. Além da indenização por danos morais coletivos, o grupo deverá cumprir as obrigações impostas na sentença de primeira instância. Constam como rés as empresas Construtora Norberto Odebrecht S.A., Odebrecht Serviços de Exportação S.A. (antes denominada Olex Importação e Exportação S.A.) e Odebrecht Agroindustrial S.A. Vários trabalhadores de Américo Brasiliense foram contratados por essas empresas para trabalharem em Angola, país do continente africano.

Imprimir está pagina
« Voltar




Veja também

16/10/2017

Forças ocultas


14/10/2017

48 horas


11/10/2017

Bens bloqueados


11/10/2017

Catalunha independente


10/10/2017

Mais palhaçada


07/10/2017

Fim da greve dos Correios!


Com mais de 86 anos de tradição informando Araraquara e região!

SIGA-NOS

Copyright Jornal O imparcial 2016. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Jornal O imparcial Araraquara


by Webcaipira