ÚLTIMAS NOTÍCIAS


03/06/2017

Comandante da propina

Comandante da propina
Procuradoria da República pediu, em alegações finais, nessa sexta-feira (2), a condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em regime fechado na ação penal do caso triplex. O petista é acusado de lavagem de dinheiro e corrupção pela força-tarefa da Lava Jato, que atribui ao ex-presidente o papel de comandante máximo do esquema de corrupção’ identificado na operação. Será?

Até que enfim
O ex-d­eputado federal Rodrigo Rocha Loures (PMDB­-PR), ex-­assessor do presidente Michel Temer (PMDB), foi preso na manhã desse sábado (3), por decisão do ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no STF (Supremo Tribunal Federal). Loures é apontado como responsável por receber uma mala com R$ 500 mil da JBS.
Segundo Cezar Bitencourt, advogado do ex­-parlamentar, ele foi preso em sua casa, em Brasília. A defesa diz que está "indignada", por entender que a Justiça sequer analisou os argumentos apresentados na sexta-­feira (2) contra a detenção de Loures. O ex­-assessor de Temer está detido na Superintendência da Polícia Federal em Brasília.

Temer cassado
A inclusão dos fatos revelados pelos delatores da Odebrecht no processo de cassação da chapa de Dilma Rousseff e Michel Temer em 2014 deve delinear os primeiros passos para ajudar a selar o resultado do julgamento do Tribunal Superior Eleitoral. O assunto será levado como preliminar da sessão da próxima terça­-feira (6), quando será retomada a análise da ação que pode cassar o mandato do presidente.

BC enquadra JBS
O Banco Central encontrou indícios de crime de informação privilegiada após quatro companhias do grupo J&F lucrarem cerca de R$ 600 milhões apostando na contramão do mercado, segundo a Veja.
Elas realizaram quase 3 bilhões de dólares em operações de câmbio e juros antes de vir à tona a delação da JBS.
Os executivos se anteciparam aos efeitos que suas informações teriam sobre os rumos do mercado.
Por isso, o BC enviou em 29 de maio ao MPF de São Paulo um comunicado de crime da JBS; e também detalhou as transações financeiras atípicas para a Comissão de Valores Mobiliários (CVM), que já abriu dez investigações ligadas ao caso.
Não basta lucrar com os próprios crimes. Ao que tudo indica, essa gente quis lucrar também com a revelação deles.

Vai feder
Guido Mantega “já mandou sua oferta inicial aos procuradores”, de acordo com a Época. A delação de Guido Mantega, de acordo com a Época, “depende do andamento da delação de Antonio Palocci. Ambas se completam. Palocci pega Lula; Mantega pega Dilma. Os dois foram, em tempos diferentes, os principais operadores das grandes propinas do PT, seja no petrolão, seja no setor financeiro, seja nos bancos públicos.
A delação de Palocci está em estágio avançado; a de Mantega, em pré-negociação. "Pode demorar”.

Imprimir está pagina
« Voltar




Veja também

16/10/2017

Forças ocultas


14/10/2017

48 horas


11/10/2017

Bens bloqueados


11/10/2017

Catalunha independente


10/10/2017

Mais palhaçada


07/10/2017

Fim da greve dos Correios!


Com mais de 86 anos de tradição informando Araraquara e região!

SIGA-NOS

Copyright Jornal O imparcial 2016. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Jornal O imparcial Araraquara


by Webcaipira