ÚLTIMAS NOTÍCIAS


10/10/2017

Hospital de Américo recebe Prêmio Amigo do Meio Ambiente 2017

O HEAB economizou 1 milhão de litros de água por mês em 2017, em comparação ao ano passado

 

 



O Hospital Estadual Américo Brasiliense recebeu nessa segunda, (9), o “Prêmio Amigo do Meio Ambiente 2017”. A instituição foi reconhecida pelo trabalho de redução do consumo de água, onde neste ano, através das ações implantadas, houve uma redução de 1 milhão de litros de água por mês na instituição, comparado ao mesmo período do ano passado.

Neste ano, o Prêmio Amigo do Meio Ambiente contou com 116 projetos inscritos de 10 estados brasileiros, abordando as mais diversas inciativas ambientais em organizações públicas e privadas, de todos os portes, as quais, com seu esforço, fazem a diferença para tornar o SUS mais verde e sustentável.

Estimulados pela crise hídrica que assolou o Estado de São Paulo, principalmente a região metropolitana, em 2014, integrantes do Comitê Ambiental e de Resíduos do Hospital Estadual Américo Brasiliense (HEAB) iniciaram discussões para reduzir o consumo de água na instituição, com o objetivo de colaborar com as políticas implantadas pelo Estado no reestabelecimento da normalidade hídrica e na missão de transformar o HEAB em uma unidade de assistência à saúde do Sistema Único de Saúde (SUS) com alta eficiência na utilização dos recursos hídricos.

“O Governo do Estado programava medidas emergenciais para redução do consumo, para que a disponibilidade de água fosse restrita sem grandes impactos ao saneamento básico da população. O Hospital Estadual Américo Brasiliense, passou, então, a ter como objetivo o apoio às políticas de governo na reeducação e no racionamento de água, com o compromisso com o meio ambiente pela eficiência hídrica no processo de assistência ao usuário”, disse o diretor geral, Prof. Dr. Tales Rubens de Nadai.

Com sistema de exploração e tratamento próprio, independente do município de Américo Brasiliense, a captação de água do HEAB origina-se absolutamente do sistema de poço tubular profundo, com exploração ativa do aquífero de Serra Geral e bacia hidrográfica do Mogi Guaçu, com profundidade aproximada de 152 m, com nível dinâmico de 37,75 m e nível estático de 16,60 m.

“A exploração do poço profundo é contínua e responsável pelo abastecimento de todos os setores da instituição, desde atividades de jardinagem e limpeza até a desinfecção e esterilização de alto desempenho nas unidades de processamento de materiais”, disse o técnico em Segurança do Trabalho, presidente do Comitê Ambiental e Resíduo do HEAB e responsável pelo projeto, Wilson Antônio Nery Jr.

A captação no poço artesiano é o início do processo de abastecimento hídrico do complexo hospitalar, em que é possível considerar a cadeia de abastecimento em três grandes processos: captação, armazenamento e distribuição. Toda produção do poço é armazenada em um reservatório subterrâneo construído em alvenaria, com volume aproximado de 1.000 m³, que abastece, através do bombeamento, um reservatório elevado de 380 m³. Todo processo de captação e armazenamento permanece disponível aos pontos de distribuição de consumo individualizados para facilitar a identificação de possíveis vazamentos.

O sistema de monitoramento do consumo de água é realizado através de hidrômetro desde 2010, sendo toda a coleta de dados e informações dos equipamentos realizadas diariamente pela equipe de manutenção e registrada em planilha de controle.

Outras medidas

Além dos novos pontos de monitoramento do consumo de água, foram realizadas orientações de equipes através do setor de Educação Permanente para evitar o desperdício de água. “Nas enfermarias, onde os pacientes tomam banho, as equipes de enfermagem foram orientadas a manejar corretamente o chuveiro para que a água seja aquecida da forma mais rápida, sem o desperdício de água”, conta Nery Jr.

Também foram instalados redutores de vazão nos chuveiros e aspersores em todas as torneiras da instituição.

Neste ano, já foram economizados 1 milhão de litros de água por mês, em comparação ao mesmo período do ano passado, e novas ações para redução do consumo de água estão previstas ainda para 2017, como instalação de chuveiros mais econômicos, treinamento de equipes, entre outras atividades.

Cadastro

O Hospital Estadual Américo Brasiliense em parceria com Hemocentro de Ribeirão Preto realizará no próximo dia 17, o cadastramento de doação de medula óssea. Para participar é necessário ter entre 18 e 54 anos, estar bem de saúde e apresentar o documento oficial com foto (RG ou CNH). O Cadastramento faz parte da 8ª Semana Interna de Prevenção de Acidentes do Trabalho (SIPAT) e acontecerá das 8h às 12h no Auditório Externo para toda população.

No dia do cadastro uma equipe de saúde coleta 5 ml de sangue do voluntário para traçar o perfil genético, após a coleta e autorização, o perfil é incluído no Registro Nacional de Doadores Voluntários de Medula Óssea (REDOME ) que é designado pelo Ministério da Saúde para encontrar doadores compatíveis com
pacientes que necessitam de transplante.

Imprimir está pagina
« Voltar




Veja também

16/10/2017

Cuidadores de idosos são contemplados por nova lei


13/10/2017

Nova sede do Cras Cecap entra na fase de cobertura


10/10/2017

Hospital de Américo recebe Prêmio Amigo do Meio Ambiente 2017


07/10/2017

Festa da Criança continua neste domingo no Clube com animação do Grupo Paralelas


06/10/2017

Thainara Faria divulga banda do Fundo Social para jovens do município


05/10/2017

SOS Melhor Amigo realiza 1º Encontro do Orgulho Vira-Lata


Com mais de 86 anos de tradição informando Araraquara e região!

SIGA-NOS

Copyright Jornal O imparcial 2016. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Jornal O imparcial Araraquara


by Webcaipira